24 maio 2016

Ana & Miguel - Capítulo III

Ana tentava escutar o pai contando como tinha sido o dia na delegacia, nas ocorrências da cidade e como teve que salvar o gatinho da Dona Guimarães mais uma vez. Olhava pela janela, pensava em o que Miguel tinha para lhe falar. Ele soava sério e ela tinha uma sensação muito estranha dentro do coração. Não sabia ao certo o que era, mas se afligia a todo o momento que pensava que ele tinha descoberto sua paixão secreta por ele. “Ana, nós somos apenas amigos” ela imaginava a cena toda vez antes de dormir e em como seria doloroso ouvir aquilo. Ia perder seu melhor amigo, mas também seu amor. Até porque, para ela, as coisas nunca mais seriam as mesmas. Tinha cogitado confessar para Pedro uma vez, mas pensou que esse segredo estaria mais bem guardado apenas com ela. Também nunca foi muito de se abrir, se sentia frágil e não gostava que os outros soubessem muito sobre ela.

- Chegamos. – seu pai puxou o freio de mão e retirou as chaves. – Querida, você me ajuda com as compras? Vou abrir o porta-malas. Não havia percebido que já tinham chegado, seus pensamentos estavam no que Miguel iria dizer á ela. Pensou em ligar para ele mais tarde, mas dada as horas imaginou que ele já estivesse dormindo.

Entraram, colocaram as compras no armário e seu pai começou a preparar o jantar. Desde que a mãe havia ido embora para Nova Iorque, seu pai se virava como conseguia para lhe dar o maior conforto possível. - Então minha flor, comprei nuggets pra você. – pegou uma frigideira, imaginou que seria omelete, o cardápio de sábado. – Sua mãe iria me matar... – Ana notou uma ponta de tristeza em sua voz. Sua mãe havia conhecido seu pai no ensino médio e ficaram juntos até seus treze anos. Desde então, os pais haviam se separado e a mãe mudado para Nova Iorque porque queria se tornar uma grande advogada. Ana tinha uma pontinha de mágoa guardada no coração. Não havia cartões, fotos, cartas, nada desde que tinha ido embora.

- Não importa o que ela ia achar pai. – ele sorriu e se pôs a preparar o jantar. Ana subiu as escadas e entrou no banho. Ficou por longos minutos, a água quente contra a pele, o vapor embaçando os vidros do banheiro. Não soube ao certo quanto tempo ficou, mas saiu logo que seu pai gritou que o jantar estava na mesa. Colocou seu pijama mais confortável e desceu.

- Como Miguel está? – foi a primeira coisa que o pai perguntou ao se sentarem-se à mesa. - Está bem. Hoje, de novo, a gente brigou por qual série íamos assistir. Não sei porque a gente resolve ver juntos. – a omelete estava uma delícia, como sempre.

- Vocês me lembram como era eu e sua mãe na época da escola. Ana olhou para o seu pai surpresa. – eu e ela éramos muito diferentes. Cada um com seu gosto. Talvez isso que faça os relacionamentos especiais, mesmo tão diferentes ainda de alguma forma... – tomou um gole da cerveja – deixa pra lá. Ana nunca sabia o que dizer nesses momentos, o assunto sempre causava uma tensão quando era tocado, então ela simplesmente permanecia quieta. Seu pai, mesmo com o passar dos anos, ainda sentia-se um pouco deprimido. Terminaram o jantar e Ana se responsabilizou pela louça; depois de tudo arrumado, se despediu do pai que ainda ficaria acordado pra ver um pouco de tv. Ela subiu e se deitou na cama, o pensando sobre Miguel havia tomado conta da sua cabeça mais uma vez.

Ela sabia que dormiria tarde aquela noite com os pensamentos á flor da pele.


CAPÍTULO I / CAPÍTULO II  / PRÓXIMO CAPÍTULO

21 comentários:

  1. Há que história aconchegante ♥ Vou pegar os primeiros capítulos pra acompanhar bonitinho, mas já gostei do enredo. Você escreve bem, moça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você por aqui???? Já li vários textos seus, passava um tempão no seu blog! Não to acreditando! <3 obrigado!

      Excluir
  2. Fui ler o Capítulo 2 antes do 1 rsrs
    Agora vou ler o 1 mais mesmo já pegando tipo que no meio, estou amando! História muito fofinha! Você escreve super bem, tem um blog lindo! Bjs

    ResponderExcluir
  3. Acabei de chegar nessa história, agora estou curiosa para ler o capitulo I e II. Vou ler agora mesmo ♥

    ResponderExcluir
  4. Fiquei curiosa pelos outros capítulos ♥ Moça, você escreve muito bem!

    ResponderExcluir
  5. Me deixou com vontade de ler mais e mais, que texto gostoso. Curti bastante, parabens!

    ResponderExcluir
  6. Agora fiquei curiosa e preciso ler o 1 e o 2 também rsrs mas resumindo gostei muito!! =)

    ResponderExcluir
  7. Assim que vi o post pensei em ir ler logo os dois capítulos iniciais, mas acabei terminado o texto sem nem perceber :p
    Achei a histórias super legal, leve :) vou ler os outros agora, hehe.
    Ah, mais uma coisa: amei seu layout <3
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Tô ficando MUITO feliz com o comentário de vocês!

    ResponderExcluir
  9. Não acompanhei os capítulos anteriores mas... que escrita maravilhosa! Super me identifiquei com a Ana, e esse momento que ela está passando em relação ao amigo. Me lembrei de situações antigas e pensando em como reagir. Dessa vez, se ele me dissesse "nós somos apenas amigos", eu diria "Eu não queria você mesmo!" kkkkkkkkk
    #brinks
    Beijos :*

    www.Juhlihipy.com

    ResponderExcluir
  10. Nossa que inesperado, hahaha, eu ainda não conhecia seu blog e cai nesse post, fui até ver os primeiros. Tive toda um dejavu de quando eu escrevia vários livros (nunca consegui terminar de escrever, enfim). Continue escrevendo! ♥


    www.faltouacucar.com

    ResponderExcluir
  11. Cheguei na história agora mas gostei tanto desse capitulo que vou buscar os outros e seguir acompanhando.
    Salvei nos favoritos pra não esquecer (sou muuito esquecida haha)
    Continue sempre escrevendo que você tem um talento enorme pra isso ♥

    ResponderExcluir
  12. Ficou muito legal essa parte da história, até vou procurar as anteriores :) Gostei bastante do Miguel e da Ana :)
    boa semana :)

    Red Behavior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa semana pra vc também! Que bom que gostou =^.^=

      Excluir
  13. Que história mais linda e acolhedora, ansiosa pelo próximo capítulo <3

    ResponderExcluir

© Notável Leitura - 2016. Todos os direitos reservados.
Criado por Isabelle Lorrayne.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo